F ó r u m Y a o i P r o j e c t B r

F ó r u m Y a o i P r o j e c t B r


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Amante [Axl Rose X Kurt Cobain]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Amante [Axl Rose X Kurt Cobain] em Seg Jan 24, 2011 12:57 am



Amante por Maysa Cobain
Gêneros: Yaoi, Lemon
Notas: Pouca gente deve saber, então deixo claro aqui. Axl Rose é da banda Guns N' Roses e Kurt Cobain e da banda Nirvana. O que acontece é que eles se odiavam, e um criticava o outro. Por que não fazer um Yaoi deles, não é mesmo? Razz

Ele passava seus dedos com delicadeza, acariciando meu rosto. Logo, seus lábios se juntavam aos meus. Em meio de cigarros e bebidas, esse é o melhor lugar para se estar. Depois de um longo beijo, suas mãos desciam para meus ombros. Seus lábios iam beijando meu pescoço. Um curto e baixo gemido podia ser ouvido, saindo de minha boca. Nossa respiração estava tão ofegante. Aquela seria apenas mais uma noite em nossa vida. No meio de muitas outras.

Ele estava com aquele seu estilo de sempre. Com um terno aberto, e com seu colar de cruz que sempre carrega em seu pescoço. Dessa vez, ele estava com uma bandana vermelha presa em sua cabeça. Ele parou com as caricias e se afastou, começando a me encarar. Eu estava encabulado, como sempre. Ele achava que eu ficava uma gracinha com o rosto corado. Aproximei-me, desfazendo o nó de sua bandana. Tirei-a e a coloquei na cama.

“Você fica melhor assim”, eu tinha vontade de dizer. Mas me segurava. O silêncio naquele momento era obrigatório.

Peguei em seus cabelos. Ah, como são macios. Nossas línguas se entrelaçavam em um beijo demorado. Ele foi descendo sua mão, começando a tirar meu cinto preto, devagar. Logo depois, descia minha calça. Mesmo já tendo feito várias vezes com o mesmo, eu ainda estava inseguro. Parei o beijo imediatamente e desviei o olhar.

– Não precisa ter medo, droga! Kurt! – exclamou ele, parando tudo e sentando no sofá, irritado. – Você e suas manias de se envergonhar... Até parece que é algo anormal, como se fosse sua primeira vez!

– Desculpe... Eu só - -

– Você só?! – fui imediatamente interrompido por Axl. – Kurt... O que eu sou pra você?

Fiquei quieto por alguns instantes. Axl olhava dentro de meus olhos, sem expressão.

– Meu amante. – respondi.

Axl levantou-se e foi até mim, que continuava de pé. Ele tocou em meu membro que já estava “acordado” e começou a brincar com ele. Eu gemia descontroladamente, e implorava para parar. Axl parou e pegou em meu cabelo, puxando-o e me jogando na cama. Levantei-me, de quatro, com um pouco de dificuldade. Axl subiu na cama de frente para mim e tirou seu cinto, tirando suas vestimentas de baixo.

– O que deu em você?! – gritei. – Isso doeu!

Ele pegou na minha cabeça e a trouxe para frente, na altura de seu membro. Olhava-me com aquele seu olhar vazio, que esperava alguma coisa. Eu estava com medo, e tremia como uma vara. Axl soltou um suspiro desanimado.

– É isso que um amante deve fazer. – disse ele.

Toquei, com o indicador, na ponta de seu membro. Minha língua subia e descia por ele, e Axl gemia, deliciado. Quando estava quase ao ponto de gozar, ele afastou minha cabeça, e eu parei imediatamente. Ele me deu novamente um beijo, e foi me deitado sobre a cama. Tirou meu blusão e começou a tocar a ponta dos meus mamilos, que estavam duras. Ele soltou um sorriso e mordia, satisfeito com meus gemidos de dor. Chupava-os cada vez mais forte. Desceu cada vez mais, e tirou minha cueca com sua boca. Eu me sentia nervoso, era como uma mistura de amor e dor. Sentia leves lambidas em meu membro, que me faziam gemer loucamente. Às vezes ele me torturava com algumas mordidas. Eu estava quase lá. Eu estava morrendo de prazer.

– Axl... Eu vou... – Axl parou e segurou em minha mão, e de um beijo em minha testa. Sua respiração continuava ofegante.

– Não. Ainda não. – disse ele, soltando um sorriso.

Naquele momento, seus olhos não estavam vazios.

Ele lambeu seu dedo indicador, e com o mesmo, penetrou-o dentro de mim. Segundo ele, eu tinha que estar preparado antes, mesmo tendo feito já algumas vezes. Era doloroso. Mas eu gosto quando ele o faz.

Axl parou por um instante e entrou em mim. Seu membro latejava, e isso deixava cada vez mais doloroso. Mas eu estava feliz. Porque eu estava com ele, o meu amante.

Nossa respiração ofegante se sincronizava.

Eu me sentia no paraíso, e quase caindo no inferno. Era uma sensação deliciosa que só Axl conseguia me dar.

Meu namorado, meu amante.

Faz tempo que não sinto nada por Courtney Love. E o que eu sentia por ela, estou sentindo por ele, o meu amante...

– Axl... – eu tentava dizer, com dificuldade.

– Sim?

– Eu te amo tanto...

Lágrimas caiam sobre meu rosto. Nenhum de nós conseguia mais segurar – Fomos ao mesmo tempo. Axl caiu ao meu lado, exausto. A única coisa que eu conseguia fazer agora era respirar lentamente. Ele passou novamente suas mãos gélidas em meu cabelo, soltando aquele belo sorriso que ele tem. Deu-me um beijo na testa, e eu o devolvi com um selinho.

– Eu te amo também. – disse ele, acendendo um cigarro.

Axl nunca havia falado “eu te amo” para mim antes. Era como se ele segurasse aquele seu orgulho. Antes nos odiávamos e agora nos amamos. É uma prova de que se você conhece melhor uma pessoa, pode receber uma grande surpresa...

________________________________________________________________________

Amanhece em Los Angeles. Estou bem longe de casa – estou no apartamento de Axl, como tenho que fazer todos os fins de semana.
O sol invade o grande quarto. Levantei-me, fui até o banheiro e fiz tudo o que tinha que fazer. Voltei e dei de cara com Axl na porta do banheiro, que estava com uma expressão não muito agradável. Ele estava realmente irritado.

– Bom dia, Axl. – sorri.

– Cale a boca, não consegui dormir direito hoje... – ele murmurou, entrando no banheiro.

Voltei para a cama. Vesti o meu blusão listrado e peguei o meu celular. O abri, surpreso.

– Hey, Axl! – exclamei. – Lembra daquela aposta que nós fizemos?!

– Que aposta?

[Flash Back]

Kurt – Eu aposto que dessa vez a Courtney vai ligar 25 vezes!!

Axl – Eu aposto 38!!!!!

(Aposta que fizeram em um bar, enquanto estavam bêbados.)

[/Flash Back]

– Ah... Lembro-me sim... – disse Axl, saindo do banheiro. – Por quê?

– Você ganhou. – disse eu, sorrindo. – Serei o passivo de novo.

E eu recebo novamente aquele abraço... Aquela bagunçada no meu cabelo... E nossas línguas se entrelaçando...

Tudo isso vindo dele... O meu amante.



Minha fonte interna favorita. [ Rape Me ]

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum