F ó r u m Y a o i P r o j e c t B r

F ó r u m Y a o i P r o j e c t B r


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Problemas [Prince of Tennis Fic]

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Problemas [Prince of Tennis Fic] em Qua Jun 05, 2013 3:22 am


Nome da fanfic:Problemas
Nick/nome do autor(a): Lisast
E-mail do autor(a): lisast7@hotmail.com
Gênero: Angústia, Romance, Oneshot, Yaoi
Terminada: Sim




Problemas


Tezuka estava em seu armário, após a aula, pegando seus sapatos, mas, quando o abriu, encontrou em papel, um bilhete, com seu nome escrito com letras grandes e caprichadas nele. Ao vê-lo, seu coração parou por um segundo, sabia exatamente de quem era; a mensagem era um curto e claro “oito horas”.
Não sabia o que pensar: A simples visão do bilhete já foi o suficiente para borboletas aparecerem em seu estômago, borboletas estas que ficavam mais e mais agitadas a cada milímetro que se aproximava do bilhete e depois explodiam por todas as partes de seu corpo, fazendo-o perder o equilíbrio e as pontas de seus dedos formigarem.
Não conseguia formar uma única ideia coesa em sua mente. Não conseguia, não podia acreditar que uma única frase havia deixado Tezuka Kunimitsu daquele jeito, onde estava sua honra? Sua moral? Seu orgulho? Pelo visto os abandonara, pois com um simples piscar de olhos se encontrou parado ali, na entrada da mansão branca gigantesca. Pés traidores.
Estava ali para devolver o bilhete e tirar satisfações, uma explicação simples, Sua frequência cardíaca o traía: aumentava a cada passo dado; se aproximava da campainha... borboletas... estavam tão agitadas que via estrelas.
Tinha que sair dali, correr, fugir, antes que fosse muito tarde. A porta se abriu, uma armadilha, se passasse por ela não poderia mais voltar, cheiro de rosas tomou conta de seu corpo; iria embora e iria agora!
Abriu a boca para falar, não produziu nenhum som. Estava atordoado. Cansado. Não! Não podia fazer isso! Esses sentimentos e sensações o engoliam vivo: consumiam lentamente sua consciência, com desejo rastejando para sua alma e o inundando de instinto, a ponto de se ver ali, parado na porta da mansão, sucumbindo à essa armadilha. Essa doce e dolorosa armadilha.















Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum